A Casa Da Esquina

12 de ago de 2014

Imagem: We ♥ It
A casa ficava logo na esquina. Não era uma das melhores, ficava em terceiro lugar no quesito pior decoração. As folhas do jardim estavam completamente queimadas do Sol, as flores e plantas mortas. O telhado estava meio quebrado, algumas janelas sem vidro, uma parte do muro caída... O criador da casa resolveu que deveria aluga-la, pois ele não poderia e nem teria condições de mantê-la. Mudou completamente a decoração da casa, cuidou do jardim, deixou em perfeito estado e logo tratou de colocar a placa de “Aluga-se”.
A casa se tornou a mais bela de todo o quarteirão. Impossível passar sem nota-la! Muitos até tinham medo de perguntar o preço por medo de ser muito caro e assim como o criador, não conseguir mantê-la. Até que apareceu o primeiro interessado. Conversou com o criador. Prometeu manter a casa em perfeito estado, cuidar como se fosse única, como se não existisse casas melhores que ela. O criador resolveu mostrar o lado de dentro da casa. Mas que bagunça! Paredes arranhadas, escada quebrada, lâmpadas quebradas... Um caos. Logo o interessado tratou de desistir. Mas e as promessas? Que promessas? Adeus.
O criador ficou bastante chateado, achou até que não deveria mais mostrar o lado de dentro da casa antes de receber a primeira parte do aluguel. Nada feito... Segundo interessado. Não prometeu nada, apenas disse que queria passar uns dias. O criador bem que tentou fazer com que ele ficasse por bastante tempo, mostrando somente o lado de fora da casa e contando vantagens sobre a mesma. Mas o interessado não mostrou nenhum interesse. Antes mesmo de entrar, já tinha desistido, pois havia encontrado uma casa melhor.
Cansado de receber pessoas sem interesses verdadeiros, o criador resolveu demolir a casa. Muito emocionado, enquanto preparava os explosivos, o criador pensou que sua escolha em alugar a casa era a pior que já teve. Quem iria se interessar por uma casa que só era perfeita por fora, que por dentro era um verdadeiro caos?
- Por que chora? –Perguntou um desconhecido.
- Não consigo alugar minha casa... Não consigo melhora-la. –Respondeu o criador.
- Mas ela é tão perfeita! Olha como ela é linda, olha o jardim com as mais belas flores! Que varanda aconchegante!
- Não, meu caro amigo... A beleza de minha casa só se encontra por fora.
- Posso dar uma olhada por dentro?
- Sim pode. Mas vou logo avisando: Lá dentro é um verdadeiro caos, você não irá gostar. Os pisos estão quebrados, paredes arranhadas, vidros espalhados por todo o lado... –Disse o criador enquanto soluçava em prantos.
- Bom... Não posso concordar porque ainda não sei como é lá dentro.
O criador com muita vergonha abriu a porta principal. E assim como havia dito, a casa estava um caos.
- Hummm. Como você é dramático. Sua casa continua sendo perfeita para mim. Nada que uma varridinha e alguns acabamentos não resolva. Quer saber? Eu quero sua casa. –Concluiu o desconhecido.
- Mas ninguém se interessa por essa casa quando a vê por dentro! –Disse o criador inconformado.
- Eles não ficaram com a casa porque não a virão com o mesmo olhar que eu. Essa casa era pra ser minha há muito tempo...
Esse texto foi escrito por mim. Se quiser reblogar escreva nos comentários avisando e coloque os devidos créditos.